Série: Trabalhando na Disney

Lá vem mais um depoimento de ex-Cast Member que trabalhou na Disney! Mas desta vez temos uma novidade: é na Disneyland Califórnia.

Toda sexta-feira nós colocamos post sobre esse tema e é um sucesso. Afinal, quem não tem o sonho de trabalhar na Disney?

Já explicamos detalhadamente sobre o programa e como se faz para participar do processo de seleção nesse post aqui, e já compartilhamos da experiência de outras meninas também.

A escolhida desta vez foi a Giulia Sapuppo,  que trabalhava com Food and Beverage Quick Service (trabalho em restaurantes) que deu o seu relato!

Sem-Título-1

 

             Olá! Vou dividir meu texto em duas partes: O processo e o programa.

 

O PROCESSO

Acho que a grande maioria já sabe como é feito o processo seletivo, mas não quero deixar ninguém de fora.

Então, o que posso adiantar, é que a experiência toda é uma montanha russa, você vai ficar nervoso do começo ao fim, mas vai valer a pena! Antes de tudo, preciso contar um pouquinho sobre mim: meu nome é Giulia tenho 28 anos (sim, 28! Completados na Disneyland ainda por cima) e para poder ser elegível a participar do processo, eu comecei uma segunda faculdade, pois já sou formada e trabalho na área. Eu sou completamente apaixonada por tudo que envolva Disney: a empresa, os parques, os filmes, o canal de TV, as músicas, os seriados, TUDO. Este programa sempre foi o maior sonho da minha vida, então todas as minhas apostas estavam ali.

Pois bem, o processo é feito em duas fases: a primeira é a palestra da agência STB, seguida pela entrevista (já em inglês), como as palestras são feitas em poucas capitais, as pessoas de fora do estado tem prioridade na entrevista para o mesmo dia, ocorrendo geralmente em Maio.

Pra segunda fase, temos que sair correndo atrás do famoso documento chamado: Proof of Student Status, que nada mais é que um documento assinado pelo seu coordenador de curso, ou alguém responsável da sua faculdade, que ateste que você é aluno de lá.

Ano passado (2015) não teve a segunda palestra, então, no final de Julho recebemos o e-mail para nos inscrevermos no site da Disney Careers (e no DOC), e depois agendar a entrevista, para a semana que os Recruiters estariam aqui no Brasil. Fiz minha entrevista com a Regina e estava bem nervosa, mas ela é um doce e me acalmou.

Após algumas semanas, recebi um e-mail de Stand-By (lista de espera). Foram longos e agonizantes 15 dias, até que recebi uma ligação da Disney Division, falando que meu nome estava na lista pro programa da Disneyland, na Califórnia. Ela me explicou como funcionava o programa e eu disse que tinha interesse sim.

Pois bem, depois de conversar com a minha família (que já estava com a viagem marcada pra Orlando!!), aceitei a Job Offer pra Disneyland e ia passar meu GP com elas no Walt Disney World. MEU DEUS que maravilha de decisão foi essa. Nunca tinha ido pra Disneyland e nem pra Califórnia, então foi tudo novo, e eu estava só morrendo de amores por absolutamente tudo que eu pesquisava sobre.

Na Disneyland, nós pagamos a primeira e a última semana do aluguel do housing, junto com o security deposit de 200 dólares, então no final, a minha taxa pré-embarque foi de US$ 500,00 + aéreo e + US$ 500,00 que levei pra passar as duas primeiras semanas, e fiz o seguro saúde mais caro.

Lá só tem um condomínio do housing, e não tem escolha de roommate. O Carnegie Plaza fica na rua mais fofa de Anaheim (180 West Center St Promenade) e temos que usar o ônibus municipal mesmo pra ir trabalhar.

Dividi o apartamento com outras 4 meninas. No meu quarto tinham duas e no outro quarto tinham mais duas.

O TRABALHO

Giulia Sapuppo 2

Para a Disneyland, a Job Offer não vem com sua role, você aceita assim, no escuro mesmo. Você vai receber um novo e-mail com a sua role umas semanas depois. Recebi Food and Beverage Quick Service (trabalho em restaurantes). Gostei?! Na hora não. Essa era literalmente a minha última opção na role checklist. Fui Busser na Main Street USA, nos restaurantes Jolly Holiday, Coke Corner, Gibson Girl Ice Cream Parlor e Aladdin’s Oasis. Existia uma rotação durante o dia, a cada duas ou três horas entre esses lugares, que eram um ao lado do outro. Mas o que faz um Busser?! Eu te conto.

Você vai ficar lá lindamente entre as mesas do restaurante com as famosas Pan and Broom (pá e vassoura), e algumas protowels (toalhas), aguardando as pessoas saírem das mesas pra você poder limpá-las. Cuidar dos condimentos, talheres e guardanapos e do lixo e dos Code-V (sim, dos code v também! – Apesar de que só limpei dois o programa inteiro). E entre esse tempo o que você vai fazer?! Responder onde fica o banheiro mais próximo e onde comprar Turkey Leg 8415265842 vezes! (eu aprendi a odiar a turkey leg depois de trabalhar lá).

SÓ ISSO!

É pesado o ritmo? É sim, tinha dia que eu não conseguia parar pra respirar direito, mas foi muito de boa no geral!

Especialmente porque lá na Califórnia, você não pode trabalhar mais de 40 horas semanais ou mais de 8 horas por dia, então você vai: trabalhar duas horas, ter um break de 15 minutos, trabalhar mais duas e ter o lunch de 30 minutos, trabalhar mais duas e outro break de 15 minutos, mais duas horas e dar clock out 20 minutos antes do seu horário de verdade.

Fiz vários amigos lá, eles não estão muito acostumados com ICPs, então virei uma atração no lugar, TODOS vinham conversar comigo, saber do Brasil, o que eu fazia, porque estava lá. A divisão de hierarquia era bem simples: Nós, bussers, os leadears e os managers (Não tem coordinator).

Amei cada segundo que eu passei na minha casinha, consegui aproveitar muuuuito os dois parques, conheci a Cars Land que era um sonho antigo (Carros é meu filme favorito da Pixar), confesso que passei boa parte do meu programa naquela land!

Mas, acima de tudo, o que valeu mais a pena ainda, foi ter conhecido as pessoas maravilhosas que passaram por tudo isso junto comigo! Vou encerrar com a frase mais clichê de todas, mas você vai se apegar a ela até o último fio e esperar o pixie dust fazer efeito: “Se você pode sonhar, você pode realizar!”

Giulia Sapuppo 4

Have a Magical Day! ºoº  ”

Está gostando dos relatos sobre como é a vida de um Disney Cast Member?

Se você já trabalhou na Disney, e quiser compartilhar sua experiência conosco, envie um email para marketing@orlandoticketsonline.com.br com sua história e mais quatro fotos!

Quando completarmos 30 depoimentos, faremos o sorteio de um iPad entre os 30 participantes! 🙂