Sobre trabalhar na DISNEY!

Todas as vezes que contamos depoimentos de pessoas que já trabalharam na Disney, temos record de acessos. Já entendemos que vocês amam o assunto “trabalhar na Disney”, e se divertem muito lendo os relatos. Por isso, aqui estamos nós mais uma vez!

Vocês já aprenderam com a youtuber Aline Pepe (que hoje mora aqui em Orlando)neste post, como é o processo seletivo e como você pode fazer para trabalhar na Disney. Depois, a Amanda complementou o relato, contando mais sobre o dia a dia de quem trabalha na Disney. Desta vez, Giovanna Penteado traz o seu relato!

Esperamos que gostem! E entendam que trabalhar na Disney pode ser pra você! 🙂

Trabalhar na Disney?

Oi, tudo bem? Meu nome é Giovanna Penteado e eu sou uma Disney Alumni, com dois programas da Disney na bagagem. Vou contar um pouco para vocês sobre como é trabalhar na maior empresa de entretenimento do mundo, mas antes, vou explicar como tudo começou.

 trabalhar na Disney

Diferente do que muitos pensam, para trabalhar na Disney você não precisa ser um expert sobre os filmes da Disney, sobre quantas e quais atrações existem nos parques e nem sobre a história de vida de Walt para trabalhar lá. É claro que isto tudo ajuda, mas o que mais importa é a paixão por descobrir coisas novas e de fazer parte do processo de tornar sonhos realidade.

A primeira vez que eu viajei à Orlando, em 2011, como turista, eu conheci os parques da Disney e fiquei encantada, não só pela magia que paira no ar, mas pela qualidade do serviço prestado (os cast members te fazem se sentir em casa, literalmente!) e a partir daquele momento eu falei: eu quero fazer parte de tudo isso!

trabalhar na Disney

Meus dois programas foram: International College Program, atual Cultural Exchange Program, e o International Park Greeter.

Descobrir que fui aprovada em ambos os programas foi de longe duas das melhores sensações da minha vida: o meu sonho tinha se tornado realidade (duas vezes!!!!).

Mas este texto é sobre trabalhar lá de fato, né? Então vamos lá: quando você chega em Orlando, descobre logo de cara em qual dos 4 condomínios (destinados à Cast Members temporários) você morará e também quem morará com você. No ICP, eu morei com 1 brasileira e 4 americanas e no IPG, eu morei com 5 brasileiras.

O segundo passo é descobrir em que lugar eu iria trabalhar. Na primeira vez, eu trabalhei no Magic Kingdom e na segunda, em Disney Springs. O que eu fiz em cada uma das vezes eu explico já já.

A primeira semana de todo programa é recheada de treinamentos sobre a história dos parques e do ideal de Walt, além de algumas regras e boas práticas com os “guests”. Depois disso, você ganha seu crachá em uma cerimônia super fofa e então torna-se oficialmente um Disney Cast Member!

Não vou mentir: o trabalho é duro, tem dias em que você está bastante esgotada e gostaria de ficar em casa, mas o ambiente e o fato de estar realizando sonhos até em pequenas ações que você realiza, compensa todas as dificuldades que você pode vir a passar. Geralmente, temos 2 folgas por semana, podendo às vezes ter uma só, especialmente na semana do ano novo, que é quando os parques ficam mais cheios, por exemplo. Estas folgas e seu horário de trabalho são pré-estipulados semanalmente, assim como seu salário, que se baseia nas horas trabalhadas naquela semana. Durante as folgas, podemos visitar os parques da Disney sem custo algum e também conseguimos desconto para residentes da Flórida em outros parques e atrações de Orlando ;).

Ao fim de todo programa, a Disney oferece uma cerimônia de graduação aos formandos que estão partindo de volta para seus países, com personagens vestidos de beca, muita comida, música e dança, ao melhor estilo Disney, preparando o coração para dizermos até logo à todos que conhecemos durante os melhores meses de nossas vidas <3.

trabalhar na Disney

Mas o que eu fiz em cada programa meu?

International College Program (ICP) – Custodial

Um custodial tem como função auxiliar na limpeza dos parques, podendo pegar turnos nas ruas ou nos banheiros. À primeira vista, não parece muito atrativo para a maioria das pessoas, mas esta é uma das roles mais desejadas por todos os cast members no fim de seus programas. Por quê? Por causa da liberdade que temos para andar e interagir com os guests. Ao ser custodial, você tem liberdade para brincar, tirar fotos, trocar pins e criar magical moments para todos ao seu redor, além de não ter a obrigação de estar presa em um só lugar.

A limpeza dos parques é dividida em pequenas áreas, onde cada um fica responsável pela sua, podendo, é claro, pedir auxílio caso necessário. Temos uma pá e uma vassoura e também muitos outros utensílios mágicos (assim como a Disney) que ajudam e MUITO na hora de limpar tudinho! Então o processo acaba sendo bem mais fácil do que parece.

International Park Greeter (IPG) – Disney Springs trabalhar na Disney

Todos que vão trabalhar na Disney de IPG’s, têm a mesma função: servir de intermédio entre a cultura local e a cultura latino-americana, que muitas vezes vai aos Estados Unidos pela primeira vez, sem muitas informações e sem dominar o idioma inglês. Nosso papel é facilitar sua viagem, tornando-a inesquecível, tanto para os que visitam, quanto para os que os recebem. Sim! Os cast members que não falam espanhol ou português amam os IPG’s (também conhecidos como the green shirts, ou os camisas verde, por conta de nosso uniforme). 

Qualquer intercâmbio em si é um grande aprendizado, mas o diferencial de trabalhar para a Disney Company é sobre você mesmo: sobre seu modo de se posicionar como profissional e como pessoa, você aprende muitas coisas, a respeitar novas culturas, a entender as necessidades do próximo e a felicidade de realizar o sonho de alguém.

**Se você quiser mais dicas, mais depoimentos e mais informações sobre como é o dia a dia de um Cast Member, siga o nosso instagram @centralcastmember!***

Disney, te vejo de novo em breve! <3 Beijos, Giovanna – Equipe Segunda Estrela à Direita.

……………..

Obrigada Giovanna, adoramos seu relato!

Contem pra nós o que acharam, e o que acham da idéia de também trabalhar na Disney!

 

Leia mais:

Um abraço!

Equipe OTO